sábado, fevereiro 25, 2012

Seríssimo: estão tentando redefinir a PEDOFILIA

Achei importante repassar o seguinte texto que recebi duas vezes:

Olá
No fim da mensagem artigo com assunto pesado e aqui, minhas opiniões - se interessar.

Este assunto está cansativo, mas não dá pra ignorar um movimento bem sincronizado que coopta famosos desconhecidos da Academia, da política e dos sistemas jurídicos, para legitimar verdades inventadas, sob as quais todos devem se submeter - de preferência sem questionar. A televisão e revistas semanais, oráculos de todos os lares, cristãos e não, selam tudo, e pronto!

Bem, esta fossa é funda, por isso escrevo apenas  para ressaltar uma coisa só para os cristãos: cadê suas produções científicas, artísticas, políticas, filosóficas e teológicas que profeticamente desmascarem as mentiras? Cadê sua produção literária, cinematográfica, econômica, teatral, psicológica, musical, sobre a Verdade da vida, dos fatos, do dia a dia? E cadê escolas cristãs que deveriam estar ensinando e gerando homens e mulheres pensadores, criativos, pesquisadores que encontram soluções, inovam com valores e coragem para desmontar mentiras encalacradas em tudo que é canto da sociedade?
Cadê nós?! É uma questão crucial.

Já não nos basta fazer a "autocrítica" mais comodista (derrotista, hipócrita e cínica) deste mundo, resmungando que os cristãos são assim, este pastor é assado, a igreja é acomodada, os padres não tem jeito, etc.; nem alegar classificações do tipo "os fundamentalistas", os "pentecostais", os "neo", os "pré", os "tradicionais", os ... Cadê nós!? Cadê o Espírito em nós, pecadores remidos pelo Cordeiro? Cadê as promessas e cadê o compromisso?

Não podemos nos conformar com este mundo nem na fala nem no silêncio.

lzi
A começar em mim
quebra corações...



Conheça os líderes universitários que estão tentando redefinir a pedofilia como “intimidade intergeracional”
Anne Hendershott
4 de janeiro de 2012 (Notícias Pró-Família) — A indignação e nojo que a maioria de nós sentiu quando ficamos sabendo das alegações de abuso sexual de meninos nas escolas de esporte da Universidade Estadual Penn e da Universidade de Syracuse indicam que nossas normas culturais sobre o abuso sexual de menores estão intactas. Contudo, apenas uma década atrás um movimento paralelo começou em algumas universidades a redefinir a pedofilia como a mais inócua “intimidade sexual intergeracional”.


A publicação do livro “Harmful to Minors: The Perils of Protecting Children from Sex” (Prejudicial para Menores: Os Perigos de se Proteger Crianças do Sexo) prometeu aos leitores uma “reavaliação radical, atual e há muito esperada de como pensamos e agimos com relação à sexualidade de crianças e adolescentes”. O livro foi publicado pela editora da Universidade de Minnesota em 2003 (com prefácio de Joycelyn Elders, que havia sido ministra da Saúde do governo de Bill Clinton). Depois da publicação, a autora Judith Levine postou uma entrevista no site da universidade condenando abertamente o fato de que “há pessoas que estão promovendo uma agenda cristã conservadora que impedirá crianças menores de idade de terem acesso à expressão sexual”, e acrescentando que “realmente temos de proteger as crianças de perigos reais… mas isso não significa protegê-las de algumas fantasias de sua inocência sexual”.

Essa redefinição da inocência da infância como “fantasia” é a chave para enfraquecer a definição da perversão da pedofilia, que satura as universidades e outros lugares. Valendo-se da linguagem da teoria pós-moderna, aqueles que estão trabalhando para redefinir a pedofilia estão primeiramente redefinindo a infância, afirmando que a “infância” não é uma certeza biológica. Em vez disso, a infância é uma invenção que a sociedade construiu — um objeto produzido pela sociedade durante a história. Tal desconstrução da infância é produto dos esforços de um movimento de poderosos defensores da pedofilia apoiados por especialistas das universidades e por um grande número de escritores, pesquisadores e editores que estavam dispostos a questionar o que a maioria de nós vê como conduta tabu.
Os teóricos pós-modernos estão interessados principalmente em trabalhos escritos que evocam a natureza fragmentária da experiência e a complexidade da linguagem. Uma das fontes mais citadas para isso é o livro “Male Intergenerational Intimacy: Historical, Socio-Psychological and Legal Perspectives” (Intimidade Intergeracional Masculina: Perspectivas Históricas, Socio-Psicológicas e Legais). Essa coleção de artigos de especialistas acadêmicos — na maior parte europeus, mas alguns ligados a universidades dos EUA — fornece um argumento muito forte a favor do que eles chamam de “intimidade intergeracional”. Ken Plummer, um dos que contribuíram, escreve que “não mais podemos presumir que a infância é uma época de inocência simplesmente por causa da idade cronológica da criança”. Aliás, “uma criança de sete anos pode ter construído uma conjunto elaborado de compreensões e códigos sexuais que deixaria muitos adultos de boca aberta”.
Afirmando se apoiar no trabalho teórico dos historiadores sociais, das feministas socialistas, dos Foucauldianos e dos sociólogos construcionistas, Plummer prometeu construir uma “nova e fecunda maneira de ver a sexualidade e as crianças”. Dentro dessa perspectiva, há a suposição do desenvolvimento sexual linear e nenhuma infância real, apenas uma definição imposta a partir de forças externas.

Condenando abertamente as “perspectivas essencialistas da sexualidade”, esses escritores tentam remover as barreiras essencialistas da infância, abrindo a porta para os pedófilos pós-modernos verem tal conduta como parte da política da transgressão. Eles não mais são pervertidos; eles são simplesmente “cruzadores de barreiras” pós-modernos.

Em 1990, a Revista de Homossexualidade publicou uma edição dupla dedicada ao sexo entre adultos e crianças intitulada “Intimidade Intergeracional”. David Thorstad, ex-presidente da Aliança de Ativistas Gays de Nova Iorque e membro fundador da Associação Norte Americana de Amor entre Homens e Meninos (conhecida pela sigla em inglês NAMBLA: North American Man/Boy Love Association), escreve que “o amor por meninos ocorre em todas as vizinhanças hoje”. O movimento [de amor entre homens e meninos] continua, mas tornou-se clandestino desde que a NAMBLA se achou envolvida numa encrenca de 200 milhões de dólares devido a uma ação legal de direitos civis por causa de uma morte por negligência. A ação foi iniciada no Tribunal Regional Federal de Boston e afirma que os artigos no site da NAMBLA fizeram com que Charles Jaynes, membro da NAMBLA, torturasse, estuprasse e matasse um menino de 10 anos da cidade de Boston.
Não muito tempo atrás, os pedófilos pós-modernos receberam ajuda, para enfraquecer a definição de suas perversões, do Conselho Federal de Psicologia dos Estados Unidos (American Psychological Association). Em 1998, o CFP publicou um artigo em seu Boletim Psicológico que concluía que o abuso sexual contra crianças não provoca danos. Os autores recomendaram que a pedofilia deveria em vez disso ser tratada com um termo neutro como “sexo entre adultos e crianças”. A NAMBLA rapidamente postou a “boa notícia” em seu site, declarando que “a atual guerra contra os amantes de meninos não tem base na ciência”.
Parece que muitos pedófilos pós-modernos aceitaram a recomendação com muita seriedade. Por algum tempo, vivemos numa cultura em que o sexo entre homens e meninos era não só tolerado, mas também celebrado. E embora a revolta pública contra as alegações de estupros de meninos da Universidade Estadual Penn e da Universidade de Syracuse revele que a pedofilia masculina permanece um terreno questionado para a maioria, o sexo entre mulheres e meninas mal é registrado na tela do radar cultural, por causa do poder do movimento feminista.

O espetáculo teatral “Os Monólogos da Vagina”, por exemplo, é ainda um repertório dramático padrão nas produções estudantis nas universidades — inclusive na Universidade Estadual Penn e na Universidade de Syracuse. A peça original explora a história de uma menina alcançando sua “maturidade”, começando com uma menina de 13 anos gozando um caso sexual com uma mulher de 24 anos. Versões da peça publicadas posteriormente mudaram a idade da menina de 13 para 16 anos, e a peça continua a ser encenada. A produção de fevereiro do ano passado na Universidade de Syracuse foi inovada quando convidaram um elenco composto por membros da universidade para encenar a peça na universidade.

Embora a indignação com as recentes alegações de abuso sexual indicasse que o rótulo de pervertido permanecerá para a prática da pedofilia, a realidade está aí de que poderosos defensores da pedofilia, com acesso às editoras universitárias, continuarão sua campanha semântica e ideológica para enfraquecer a definição dessa forma de perversão.
Anne Hendershott é célebre professora da Universidade do Rei em Nova Iorque, EUA. Ela é autora de “The Politics of Deviance” (As Políticas da Perversão). Este artigo apareceu originalmente no Public Discourse e foi publicado com permissão.

Artigos relacionados:


Pedófilos em Hollywood cercam crianças como abutres: confissão de ex-menino ator

Por que ficamos surpresos com a promoção de “direitos à pedofilia”?

Anarquia sexual: o legado de Kinsey

Proeminente conferência pró-pedofilia provoca horror nos participantes

Conferência acadêmica busca normalizar pedofilia

Pedofilia é “orientação sexual”, especialistas dizem no Parlamento do Canadá

Órgão da ONU promove educação sexual a partir do nascimento

Homossexual “casado” abusou sexualmente de dezenas de crianças em creche na Holanda, diz a polícia

Padre salesiano revelado como um dos principais defensores da pedofilia na Holanda

Líder de rede de pedofilia era influente assessor de assuntos homossexuais e crianças do governo escocês

O documento decisivo que mostra que a homossexualidade está na raiz da crise de abuso sexual

Abuso sexual na Igreja Católica era problema homossexual, não pedofilia

Juíza da Inglaterra para professor: Não critico sua atração sexual por crianças de dois anos

Homossexualismo é claramente um fator em novos dados sobre abuso do clero

Polícia federal deveria investigar manual prático de pedofilia na Amazon

Publicações do governo alemão promovem pedofilia e incesto como se fossem educação sexual saudável

Vítima de Kinsey desabafa: meu pai era pago para me estuprar

Traduzido por Julio Severo:

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/news/meet-the-academics-who-are-trying-to-redefine-pedophilia-as-intergeneration

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.
Recentes acusações de pedofilia em Hollywood são apenas a ponta do iceberg: confissões de ex-atores mirins
www.juliosevero.com

quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Visitas Ilustres

Hoje (quarta) tivemos vários visitantes: Pastor Adan Alvear de Paranaguá, pastor Baltazar de Uberlândia e os irmãos Josemar e Marluce também de Uberlândia.

Pastor Adan, meu irmão, pregou nesta noite
Pastor Baltazar, meu sogro, orou pelos irmãos que tinham pedidos de oração
Irmãos Josemar e Marluce louvaram à Deus

A pregação do pastor Adan estava baseada no texto de Mateus 14:28-31 "Respondeu-lhe Pedro: Senhor! se és tu, manda-me ir ter contigo sobre as águas. Disse-lhe ele: Vem. Pedro, descendo do barco, e andando sobre as águas, foi ao encontro de Jesus. Mas, sentindo o vento, teve medo; e, começando a submergir, clamou: Senhor, salva-me. Imediatamente estendeu Jesus a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?"
Resumidamente, ele disse que muitas vezes o medo e a dúvida impedem de continuidade de um milagre da parte de Deus. Quando Deus estiver agindo precisamos, mesmo diante dos desafios, continuar com nossos olhos da fé, fitos nele. 
E é verdade, quantas pessoas começaram a experimentar o poder de Deus em suas, vidas, mas quando as tempestades da vida começaram mostrar suas ondas, estas pessoas perdem sua fé ocasionando uma interrupção no grande mover de Deus em suas vidas. Fiquemos firmes na fé, para que possamos experimentar a grandeza de Deus continuamente em nossas vidas.

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Mudanças na estrutura do blog



Estes últimos dias tem sido bastante especiais e de descanso. Meu sogro pastor Baltazar, minha sogra irmã Maria e minha cunhada Daphnne estão aqui em Curitiba. Sábado e domingo meu sogro trouxe a Palavra de Deus para nós em nossa igreja. Admiro muito a vida de oração e consagração deste homem de Deus. Pudemos fazer algumas visitas durante estes dias. Também pude ír para a chácara de nosso irmão Luiz. Lá os nossos jovens passaram os dias do carnaval se divertindo de forma saudável, e além disto na presença de Deus. 
"Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará." Salmo 37:4,5

 Mudanças na estrutura do blog

Durante seis meses procurei criar um site para nossa igreja em Curitiba. Como estou construindo nosso novo templo as nossas finanças estão totalmente comprometidas. Isto me fez pensar em transformar este blog no "site oficial" da AIDB Curitiba. Estou aberto a dicas e criticas.

sábado, fevereiro 18, 2012

CHEGOU

Santa Bárbara do Monte Verde
Semana passada (dias 11 e 12 de Fevereiro) tive o privilégio de estar em nossa igreja em Sta. Bárbara do Monte Verde. Peço desculpas por não ter tirado fotos. Desta vez o pastor Ronaldo Dias de Itapecerica da Serra esteve comigo. Foi bom, pois eu teria errado o caminho uma ou outra vez (ao menos acho). Sua companhia foi muito agradável e pudemos conversar bastante sobre a obra de Deus. 
No sábado à noite o pastor Ronaldo trouxe a palavra de Deus, no domingo de manhã, fiz um estudo sobre santidade com os irmãos da igreja, e preguei à noite. A impressão que tive, é de uma igreja mais firme do que a primeira vez que estive em setembro do ano passado. Por isto digo aos pastores que devemos continuar fazendo as nossas viagens para aquele lugar tão necessitado. 
Presbítero Olavo e irmã Gorete, muito obrigado pela hospitalidade, carinho e recepção. Como da vez anterior, a irmã Gorete caprichou no frango caipira. Leitor... não se esqueça de orar por este casal.
A única coisa que não gostei desta viagem é ter passado duas vezes por Taubaté e não poder visitar o pastor Geraldo Sabino. Por outro lado fiquei muito contente em ter a companhia do pastor Ronaldo, vê-lo também em sua casa, com sua esposa e filho. Como é bom ver ele abençoado.

Carnaval
Pois é, o Carnaval está começando. Aqui em Curitiba, esta festa sempre foi desculpas para passear, pois o curitibano em geral não frequenta esta festa. Enquanto nós estivermos recolhidos em nossos diversos acampamentos e cultos, possamos clamar para que Deus tenha misericórdia de nossa nação e que ela venha se converter. 
Os nossos jovens estarão na chácara do irmão Luiz Fernandes. Espero que eles se divirtam bastante, tenham comunhão uns com os outros. Estou com esperança de que haja vários batismos com o Espirito Santo.
Importante: Devido aos muitos eventos deste final de semana, o treinamento para o ministério, foi transferido para o domingo que vem às 9:45 da manhã. Seja pontual. 

Chegou
Esta semana chegou minha cunhada Daphnne de Uberlândia. Ela veio com o objetivo de estudar, fazer uma pós-graduação. Espero que ela não tenha muitas dificuldades em se adaptar aqui no sul do país. 
Com ela vieram meus dois sogros. E tal qual ocorreu quando o presbítero José Antônio de Leme nos vistou, adivinhe... está faltando água. Vai faltar até amanhã (domingo) às 18 horas. A diferença é que desta vez nossa vizinha avisou (não temos televisão, e assim não temos este tipo de informação), e pudemos nos prevenir.

quinta-feira, fevereiro 09, 2012

AIDB Leme em AIDB Curitiba

No sábado passado tivemos a alegria de ter conosco o presbítero José Antônio e sua esposa irmã Ionara de nossa igreja em Leme-SP. Ele trouxe uma palavra que nos incentivou chegar mais perto de Deus. Ele foi o pregador do segundo ano de aniversário de nosso novo grupo de jovens: Linha de Frente. Ela ministrou uma palestra para os jovens à tarde. Este culto certamente foi especial, tivemos aproximadamente 20 visitantes em nosso culto.
Muito obrigado presbítero por seu amor e dedicação vindo à Curitiba nos ajudar. Obrigado pastor Claudio Nacarate por permitir que seu auxiliar viesse nos abençoar.



Quero parabenizar aos jovens que se esforçaram, bem como todos que se mobilizaram para pagar os custos da viagem deste homem de Deus à Curitiba.  Margaret Thatcher certa vez disse: "Ninguém se lembraria do Bom Samaritano se ele só tivesse boas intenções. Ele possuía também dinheiro." Não é uma frase que considero espiritual, porém contém certa verdade. Agradeço de coração a todos Bons Samaritanos da igreja que ofereceram seu apoio $.

Peço suas orações, pois estarei indo novamente para nossa igreja em Santa Bárbara do Monte Verde (vejam post antigo a este respeito). É uma igreja muito necessitada de orações e apoio. Desta vez estarei indo com o Pastor Ronaldo. A última vez foi com o pastor Geraldo Sabino, que se mostrou um excelente companheiro.
Esta minha viagem significa que vou faltar neste culto missionário (sábado 11 de fevereiro ). Sinto muito, pois será o primeiro culto missionário do qual não vou participar. Oro para que almas sejam alcançadas para o Reino de Deus.
Bem, por hoje é só.
Não esqueça de voltar em breve.




quarta-feira, fevereiro 01, 2012

Tirando o atraso

Hoje gostaria de mencionar algumas coisas especiais das quais pude participar recentemente.
 Primeiro, o 92º aniversário da irmã Izabel, mãe do evangelista Luiz Freitas. Se não estiver enganado, ele foi comemorado no dia 12 de janeiro. Além de ser uma mãe, avó, bisavó e tataravó dedicada, é uma serva de Deus fiel, com uma disposição de fazer as coisas de admirar. O que impressiona qualquer pessoa que fale um pouquinho com ela é a lucidez e rapidez de raciocínio que ela tem. Ela realmente é alguém admirável, além de ser a minha ovelhinha com idade mais avançada. Foi uma honra poder participar da comemoração em família do aniversário dela. Agradeço à família Freitas pelo convite.



Neste domingo resolvi começar o culto dentro da construção do novo templo, depois de 20 minutos voltamos para o templo provisório. Somente quis deixar os irmãos provar um pouquinho do novo templo.  Debaixo do vídeo seguem umas fotos destes momentos. Como foi feito com o intuito de servir para minha memória e não para postar no blog, a filmagem não está muito boa, mas traz consigo algo de muito significado para a AIDB em Curitiba. Contém também um argumento muito forte para apoiar minha decisão de não ser cantor, kkkkk.
video